terça-feira, 20 de janeiro de 2009

... entre a alegria e a tristeza...

Há algum tempo recebi este texto e guardei-o... mais hoje resolvi fazer uma faxina geral!! =)
Como a vida, este texto também tem a sua falha, porém soube investir e passar seu recado 'como ninguém'!!
Então vou parar com o 'lero lero' e deixar com que Arnaldo Jabor (ou o autor desconhecido) comece, desenvolva e termine seu discurso sobre o ‘bem mal’ ou ‘mal bem’ dito relacionamento!!


*** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** ***

Sempre acho que namoro, casamento, romance, tem começo, meio e fim. Como tudo na vida.
Detesto quando escuto aquela conversa: " - Ah, terminei o namoro... - Nossa, estavam juntos há tanto tempo... - Cinco anos...que pena...acabou... - É...não deu certo..." Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.
Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam. Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro? E não temos essa coisa completa.
Às vezes ela é fiel, mas é devagar na cama. Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel. Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador. Às vezes ela é muito bonita, mas não é sensível. Tudo junto, não vamos encontrar. Perceba qual o aspecto mais importante para você e invista nele.
Pele é um bicho traiçoeiro. Quando existe aquela afinidade de "pele" com alguém, pode ser o "papai com mamãe" mais básico, que é uma delícia. E as vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona...
Acho que o beijo também é importante... e se o beijo bate... então pode se jogar... se não bate... peça mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.
Se ele ou ela não te querem mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer. Não brigue, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvidas, problema dela, cabe a você esperar.... ou não. Existe gente que precisa da ausência para querer a presença. O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.
Nada de drama. Que graça tem alguém do seu lado sob pressão? O legal é alguém que está com você, só por você. E vice versa. Não fique com alguém por pena. Ou por medo da solidão.
Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento. Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?
Gostar dói. Muitas vezes você vai sentir raiva, ciúmes, ódio, frustração... Faz parte. Você convive com outro ser, um outro mundo, um outro universo.E nem sempre as coisas são como você gostaria que fosse... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver. Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.
Na vida e no amor, não temos garantias. Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear. E nem todo sexo bom é para descartar... Ou se apaixonar... Ou se culpar...
Enfim...quem disse que ser adulto é fácil ???

3 comentários:

Melsavinon disse...

Olá!PAsso desejando uma boa semana!
Muitos beijos e até sempre!

direitinho disse...

Que satisfação ler este seu apontamento e ver que todos somos iguais e ao mesmo tempo diferentes.
Seria maravilhoso saber encarar as coisas assim com tanta naturalidade
A vida nem sempre nos ensinou esta prespectiva e quando aprendemos tudo isto já perdemos muito tempo
e principalmente aquela outra parte de saber amar, dar, compar-
tilhar............PERDOAR

~ a Juh! disse...

"Não fique com alguém por pena. Ou por medo da solidão." Tapããão na minha cara!

Não sei se é do Jabor mesmo, mas é muito bom o texto. =)

Beeeeeeeeeijos